Itens filtrados por data: Agosto 2018

Sábado, 01 Setembro 2018 19:40

77 Sunset Strip - 1958

77 Sunset Strip é uma série televisiva americana, com duração de uma hora, cujo tema era as atividades que envolviam o cotidiano de dois detetives particulares. Foi objeto de disputa entre o escritor Roy Huggins (responsável por séries como Maverick, O Fugitivo e Arquivo Confidencial, “The Rockford Files”) e a Warner Brothers, pois o enredo era baseado em contos e romances escritos por Huggins antes de sua chegada a Warner. Ela foi ao ar de 1958 a 1964 e, em 1960, ganhou o “Golden Globe Award” de melhor série televisiva.



A série girava em torno de dois detetives de Los Angeles, ambos ex-agentes secretos do governo: Stuart ( "Stu") Bailey (Efrem Zimbalist Jr., que fazia um personagem que Huggins havia criado em 1946 no seu romance The Double Take, mais tarde adaptado para filme de 1948, I Love Trouble) e Jeff Spencer (Roger Smith), que também era advogado mas não exercia esta profissão.  Papéis cômicos se destacavam como “Roscoe”, interpretado por Louis Quinn, e do romântico rock and roll encarregado do estacionamento do bar com porta ao lado onde ocorriam os eventos, Gerald Lloyd Kookson III ("Kookie"), interpretado por Edd Byrnes (a venda de pentes subiu nessa época devido ao personagem e seu estilo de pentear o cabelo). Dramas fortes ficavam de fora e, ocasionalmente, o humor auto-depreciativo tornava-se um ingrediente comum.

A cativante canção tema, escrita por David Mack e Jerry Livingston, caracterizava a atmosfera da série. Ela tornou-se a peça central de um álbum de músicas da série orquestrada por Warren Barker, lançado em 1959. “Kookie” (Edd Byrnes) se tornou um fenômeno cultural com suas gírias e expressões como "ginchy" (gingado) e "empilhar Zs" (dormir). Quando Kookie ajudou os detetives em um caso cantando uma canção, Edd Byrnes acabou começando uma carreira de cantor com "Kookie, Kookie, Lend Me Your Comb” (“Kookie, Kookie, empreste-me o seu pente"), com base em sua mania de pentear os cabelos. Quando sua demanda por mais dinheiro não foi satisfeita, Byrnes deixou a série, mas voltou como parceiro do detetive em maio de 1960; em 1961, Robert Logan tornou-se o novo encarregado do estacionamento, JR Hale, que frequentemente falava pouco. Em 1960, Richard Long integrou o elenco, vindo da série de detetive cancelada Bourbon Street Beat, onde fazia o papel de Rex Randolph, mas acabou deixando o programa em 1962.

A popularidade da série cresceu com a presença de jovens atores que eram convidados para participações especiais, como: William Shatner (Cap Kirk de Jornada nas Estrelas), Mary Tyler Moore (da série “Mary Tyler Moore”), Shirley MacLaine (conhecida não apenas pela sua atuação no cinema, como também por ter escrito um grande número de livros autobiográficos que relatam sua crença na reencarnação), Robert Conrad (James West), Dyan Cannon, Jay Norte (Dennis o Pimentinha, Maya), Connie Stevens (Maverick), Adam West (Batman), Tuesday Weld, James Garner (Maverick, Arquivo Confidencial), Marlo Thomas (série “That Girl”), Max Baer, Jr. (A Família Buscapé), Elizabeth Montgomery (A Feiticeira), Karen Steele (fez um papel clássico e marcante de uma linda mulher no episódio “O Estranho Charlie” da 1ª temporada de Jornada nas Estrelas), DeForest Kelley (Leonard McCoy de Jornada nas Estrelas), Susan Oliver (Caravana, “Wagon Train”), Peter Breck (“Big Valley”), Roger Moore (007), Donna Douglas (A Família Buscapé), Troy Donahue, Ellen Burstyn, Chad Everett (“Medical Center”), Gena Rowlands, e Diane Ladd, além estrelas mais velhas que incluíam Fay Wray, Francis X. Bushman, Liliane Montevecchi, Keenan Wynn, Ida Lupino, Rolfe Sedan, Jim Backus, Billie Burke, Buddy Ebsen, George Jessel, Peter Lorre, Burgess Meredith, Nick Adams e Roy Roberts, entre outros. O show foi tão "cool" que até o jogador estrela do Baseball Sandy Koufax foi convidado para um papel em um dos episódios. Em 1963, com o “ibope” diminuindo, várias estrelas foram deixando a série que acabou por ser cancelada ao final daquele ano.
O sucesso de 77 Sunset Strip levou à criação de vários outros projetos sobre detetives em locais exóticos, todos produzidos pela Warner Bros, como Bourbon Street Beat em New Orleans, Hawaiian Eye no Hawaii e Surfside 6 em Miami (From Wikipedia. Tradução: Edilson Cesar).
Nota do autor: obrigado ao amigo Edilson Cesar por ter feito esta tradução para mim, o que me permitiu colocar hoje esta sinopse no site já que amahã, como bem lembrou o Edilson, vão se completar 50 anos do lançamento deste clássico.

Publicado em Séries
Sábado, 01 Setembro 2018 19:39

Além da imaginação - 1985

The New Twilight Zone (1985) – Além da imaginação, no Brasil, foi o primeiro dos revivals da série de mesmo nome dos anos 60, feita por Rod Serling. Ela foi transmitida em duas temporadas pela CBS, e depois numa temporada final pela "Television Syndication".

Foi a decisão de Rod Serling em vender sua parte da série de volta para a rede que, eventualmente, permitiu uma refilmagem de Twilight Zone. Com essa produção, a CBS poderia ter mais lucros e vantegens do que teria com a compra de uma nova série produzida por uma empresa externa. Mesmo assim, a rede demorou a considerar uma refilmagem, recusando ofertas da equipe de produção original de Rod Serling e Buck Houghton, e mais tarde do cineasta norte-americano Francis Ford Coppola. Tal hesitação era resultado da preocupação mediante o fato de The Twilight Zone não ter apresentado, jamais, o sucesso que a CBS pretendera, e era esperado que uma refilmagem também não corresponderia às expectativas da rede.



Apesar da resposta morna para Twilight Zone: The Movie, a homenagem de Spielberg à série original, a CBS deu “cartão verde” para a refilmagem em 1984, sob o nome The New Twilight Zone e a supervisão de Carla Singer, então “Vice Presidente do Departamento de Drama” da rede. "The Twilight Zone foi uma série que eu sempre gostei quando criança", disse Singer, "... e nesse ponto me soou como um interessante desafio pessoal".

Esses sentimentos foram ressaltados por uma série de jovens cineastas ansiosos para deixar a sua marca em um algo que tinha se mostrado importante para a vida e o trabalho de pessoas como os escritores Harlan Ellison, George R. R. Martin, Rockne S. O'Bannon, Jeremy Bertrand Finch, Paul Chitlik e os diretores Wes Craven e William Friedkin. A série trouxe para o elenco estrelas como Bruce Willis, Helen Mirren, Season Hubley, Morgan Freeman, Martin Landau, Jonathan Frakes e Fred Savage. A nova música tema foi composta por Jerry Garcia e realizada por The Grateful Dead.

Substituindo Serling (que morrera em 1975) como narrador estava Charles Aidman, ele mesmo a estrela de dois episódios clássicos do "The Twilight Zone". A série refilmada durou duas temporadas (uma no formato de uma hora) na CBS. Uma terceira temporada adicional, com meia hora de duração, foi produzida em 1988, pela "Television Syndication". Robin Ward substituiu Aidman como o narrador desses episódios canadenses.

Ao contrário de Rod Serling (cuja imagem aparece fugazmente nos créditos de abertura da refilmagem) e de Forrest Whitaker (que seria o narrador do The Twilight Zone de 2002), Aidman e Ward não aparecem na tela. From Wikipedia. Tradução/adaptação livre: Vitor Pinheiro

Publicado em Séries
Sábado, 01 Setembro 2018 19:31

A Família Dó Ré Mi 2200 DC - 1974

A Famíla Dó Ré Mi 2200 DC (Partridge Family 2200 AD) é um desenho animado baseado na série de TV A Famíla Dó Re Mi ("Partridge Family"). Esta versão teve a proposta inicial de ser uma obra atualizada de Os Jetsons, dos estúdios Hanna-Barbera, com Elroy já adolescente e Judy com um emprego estável de repórter. Mas a CBS descartou essa idéia, e decidiu fazer uma versão animada da série de TV vivendo no futuro. O desenho incluiu novos personagens como Veenie (amigo venusiano de Keith) e Marion (marciano amigo de Laurie), além de Orbit, o cão robô tratado como um animal de estimação por Danny. Shirley Jones e David Cassidy não expressaram suas vozes neste desenho, e Susan Dey fez a voz de Laurie em apenas dois episódios, sendo substituída por Sherry Alberoni (ex-participante de "O Clube do Mickey"). De fato, durante uma entrevista em 2008 para uma rádio em Nova York, Jones afimou não ter qualquer lembrança da produção deste desenho.

Publicado em Desenhos
Sábado, 01 Setembro 2018 19:28

A Família Dó Re Mi - 1970

A Família Dó Re Mi ("The Partridge Family") foi um seriado de grande sucesso da televisão americana que contava a história de uma mãe viúva e seus cinco filhos que embarcam em uma carreira musical. A família vivia em San Pueblo, uma pequena cidade fictícia ao norte da Califórnia. Um dos destaques era o ator e cantor David Cassidy, que fez uma carreira solo de sucesso mas conturbada nos anos 70.No episódio piloto, um grupo de irmãos convence sua mãe à ajudá-los nos acordes de uma canção popular em sua garagem. Através dos esforços do filho Danny de 10 anos, eles encontram um gerente que os ajuda a tornar esta música um hit de sucesso. Após mais alguns argumentos convincentes, a mãe finalmente concorda que a família pode sair em uma aventura musical.

Eles adquirem um velho ônibus escolar, que pintam de uma forma realmente legal, e partem para Las Vegas em seu primeiro show ao vivo no Caesars Palace




Hello, world, here's the song that we’re singin’
C’mon get happy!
A whole lot of lovin’ is what we’ll be bringin’
We’ll make you happy!We had a dream, we’d go travelin’ together,
We’d spread a little lovin’ then we’d keep movin’ on.
Somethin’ always happens whenever we’re together
We get a happy feelin’ when we’re singing a song.
Trav’lin’ along there’s a song that we’re singin’
C’mon get happy!
A Whole lot of lovin’ is what we’ll be bringin’
We’ll make you happy! (3X)

A cada episódio, a banda passa a se apresentar em locais diferentes. Nestas aventuras, muitas vezes contrastavam os acontecimentos com as situações reais que são enfrentadas no dia a dia por uma família do show-biz que resolve colocar o "pé na estrada". Após a primeira temporada do show, os fatos passam a ser centrados mais "em casa" e os temas envolvendo turnês diminuem sensivelmente. A série foi originalmente ao ar de 25 de setembro de 1970 até 31 de agosto de 1974 na rede ABC americana. A Família Dó Re Mi era composta pela mãe Shirley Jones, por David Cassidy (enteado de Shirley na vida real) como seu filho mais velho Keith, Susan Dey como Laurie, Danny Bonaduce como Danny, Jeremy Gelbwaks como Chris e Suzanne Crough como Tracy. Dave Madden fazia o papel de Reuben Kincaid, empresário da banda e amigo da família. Após a primeira temporada, Gelbwaks foi substituído por um ator loiro, Brian Forster. Um cão chamado "Simone" (nota do autor: "não lembro da tradução aqui no Brasil") foi destaque na primeira temporada, mas foi gradualmente eliminado da produção no início da segunda temporada. O produtor Wes Farrell contratou por intermédio dos estúdios um grupo de músicos que realmente criava o som da Família Dó Re Mi. David Cassidy fazia a simcronia de voz com o restante do elenco, mas foi convencido por Farrell no começo da 1ª temporada que ele podia cantar bem, o que lhe foi permitido, passando a atuar como real vocalista (várias canções foram feitas sem Cassidy como vocalista nos primeiros episódios). Apesar de ter sido evidente para a maioria dos telespectadores que o elenco fazia a sincronia de voz nas canções, a Família Dó Re Mi se tornou um fenômeno instantâneo, não só como um programa de TV, mas como uma banda que produzia canções na via real. From Wikipedia. Tradução/adaptação livre: Vitor Pinheiro.

Publicado em Séries