{fastsocialshare}
Segunda, 27 Agosto 2018 20:24

A Cegonha da Perna Fina - 1978

A Cegonha da Perna Fina (Crazylegs Crane) é um desenho animado criado pelos estúdios DePatie-Freleng Enterprises que estreou nos EUA em 9 de setembro de 1978. Ele conta a história de Crane, uma cegonha atrapalhada que sempre se machuca quando vai aterrissar, e de seu filho que morre de vergonha por algumas situações criadas por seu pai. Crane era um personagem secundário no desenho de Toro e Pancho no final da década de 60, mas depois, com o sucesso, acabou ganhando uma série própria em 1978, passando antes como coadjuvante em desenhos do O Poderoso Cachorrão e A Cobrinha Azul.

Publicado em Desenhos
Segunda, 27 Agosto 2018 20:22

A Cobrinha Azul - 1972

A Cobrinha Azul (The Blue Racer) é um desenho animado produzido pelos estúdios DePatie-Freleng Enterprises entre 1972 e 1974, que teve um total de 17 episódios. O personagem que dá título à animação foi baseado em um réptil que vive nos Estados Unidos, famoso pela velocidade em que ataca sua presa. O desenho mostrava o dia-a-dia e as dificuldades da Cobrinha Azul ("a cobra mais rápida do Hemisfério Norte", segundo ela mesma) em capturar sua refeição. Seu principal alvo era o Besouro Japonês (Japanese Beetle), faixa preta em karatê e comedor de flores, que sempre complicava a vida da cobrinha. Além de sofrer nas mãos do inseto, a cobra ainda era obrigada a ouvir uma irritante melodia entoada pelo estereotipado personagem oriental: "toli-toli-toláááá, a cobla ficou lááááááááá".

Publicado em Desenhos
Segunda, 27 Agosto 2018 20:20

A Coisa - 1979

A Coisa (The Thing) foi um desenho que estreou originalmente em dia 22 de setembro de 1979 na rede de TV americana. Ele era um spin-off (desenho que nasceu a partir de outro desenho) de Fred e Barney Encontram A Coisa ("Fred and Barney Meet the Thing"), com os personagens de Os Flintstones. Por alguma razão desconhecida, a dublagem brasileira resolveu denominar o desenho de A Coisa, ao invés de O Coisa, nome já consagrado do personagem tanto nos quadrinhos como na TV, através de outro desenho: Os Quatro Fantásticos, de 1967.

Publicado em Desenhos
Sábado, 01 Setembro 2018 19:31

A Família Dó Ré Mi 2200 DC - 1974

A Famíla Dó Ré Mi 2200 DC (Partridge Family 2200 AD) é um desenho animado baseado na série de TV A Famíla Dó Re Mi ("Partridge Family"). Esta versão teve a proposta inicial de ser uma obra atualizada de Os Jetsons, dos estúdios Hanna-Barbera, com Elroy já adolescente e Judy com um emprego estável de repórter. Mas a CBS descartou essa idéia, e decidiu fazer uma versão animada da série de TV vivendo no futuro. O desenho incluiu novos personagens como Veenie (amigo venusiano de Keith) e Marion (marciano amigo de Laurie), além de Orbit, o cão robô tratado como um animal de estimação por Danny. Shirley Jones e David Cassidy não expressaram suas vozes neste desenho, e Susan Dey fez a voz de Laurie em apenas dois episódios, sendo substituída por Sherry Alberoni (ex-participante de "O Clube do Mickey"). De fato, durante uma entrevista em 2008 para uma rádio em Nova York, Jones afimou não ter qualquer lembrança da produção deste desenho.

Publicado em Desenhos
Domingo, 26 Setembro 2010 00:00

As Aventuras de Charlie Chan - 1972

Charlie Chan (The Amazing Chan and the Chan Clan) foi um desenho produzido pelos estúdios Hanna-Barbera em 1972, com base na série para o cinema "Charlie Chan", das décadas de 30 e 40 (a estrela da série, Keye Luke, faleceu em 1991). No desenho o Sr. Chan (cujo primeiro nome nunca é dado, mas é claramente Charlie), seus dez filhos e o seu cão "Chu Chu" resolvem mistérios pelo mundo, com as crianças ajudando seu pai em cada episódio (ou pelo menos tentando). Os filhos mais velhos também tinham seu próprio grupo musical, "The Clan Chan"; em cada episódio, era apresentada uma canção durante o desenrolar da ação ou com os personagens tocando na banda.  

Publicado em Desenhos
Terça, 12 Junho 2012 20:48

Bam-Bam e Pedrita - 1971

Bam-Bam e Pedrita (The Pebbles and Bamm - Bamm Show) é um desenho de Hanna-Barbera, um spin-off do clássico desenho dos Flintstones, que estreou em 1971 e teve 16 episódios de 30 minutos e quatro episódios de 8 minutos produzidos. O desenho fala sobre as aventuras de Pedrita (Pebbles) e Bam-Bam (Bamm-Bamm) em idade adolescente. Neste trabalho os dois são namorados e os episódios retratam a vida e as atividades de um grupo de adolescentes na Idade Pré-Histórica.





Além de Bam-Bam e Pedrita, de seus pais Fred e Wilma (pais de Pedrita) e Barney e Beth (pais de Bam-Bam), a turma é composta por:
    o gênio Monolito
    a magrelinha Wiggy
    a gordinha Penny
    o azarado Uruca
    a esnobe Cindy
    Fabian, o namorado da Cindy
    Sr. Pedregulho - From Wikipedia. Tradução/adaptação livre: Vitor Pinheiro

Publicado em Desenhos
Sexta, 01 Outubro 2010 00:00

Barbapapa - 1973

A Família Barbapapa surgiu da inspiração de Annette Tisson (nascida em 1942) e Talus Taylor (nascido em 1933), ecritores e ilustradores de livros infantis. A figura dos Barbapapas era uma idéia divertida e didática que ajudava as crianças pequenas a aprender coisas sobre o cotidiano da família, natureza, amizade e outros valores.

 



 

Publicado em Desenhos
Terça, 30 Novembro 2010 01:00

Bicudo, o Lobisomen - 1978

Bicudo, o Lobisomem (Fangface) é um desenho animado produzido em 1978 pela Ruby-Spears Productions. Derivado direto do Scooby-Doo, também criado por Joe Ruby e Ken Spears, o desenho conta com quatro adolescentes: Kim, Bill (ou Biff, na versão original), Gordinho (Puggsy no original) e Bicudo (Sherman "Fangs" Fangsworth) que se transforma num lobisomem toda vez que vê a lua ou uma imagem da lua - e que consegue resolver mistérios envolvendo assombrações. Bicudo, logo que se transforma, costuma atacar Gordinho, antes de reconhecer seu amigo (ele não é muito inteligente, estando normal ou como lobisomem). Sempre que ouve alguma palavra que lembre comida, ele tenta comer o Gordinho. Quando isso acontece, Bill e/ou Kim o acalmam. Também, quando acontece de Bicudo ver sua imagem num espelho, ele enlouquece, correndo em círculos pelo chão. Quando vê o sol, ou uma imagem do sol, Bicudo se transforma novamente e volta ao normal.





Apesar dos apuros temporários que Gordinho passa quando Bicudo se transforma, a turma nunca hesita em fazê-lo se transformar para tirar vantagem do poder do lobisomem em conter algum perigo. Na verdade, eles sempre se referem a Bicudo, transformado em lobisomem, como sua "arma secreta". Bicudo não tem consciência da sua forma de lobisomem, mas ao se transformar já toma conhecimento imediato do que se passa. Por isso ele nunca parece ter dúvida de como ele pode estar sempre num lugar diferente, enquanto ao voltar ao normal, ele sempre se sente desconcentrado.

História

Bicudo, o Lobisomem teve apenas uma temporada em 1978. Em 1979 foi criada uma continuação intitulada Bicudo e Bicudinho, ("Fangface and Fangpuss" no original), e apresentou um novo personagem: Bicudinho, um primo bebê de Bicudo, que também se transforma num bebê-lobisomem (o que contradizia a abertura do desenho original, que dizia que apenas um lobisomem nascia na família a cada 400 anos). Este segmento tornou-se um novo seriado em 1981 e, assim como o original, teve apenas uma temporada. Depois disso, Bicudo o Lobisomem caiu no esquecimento, até ser novamente apresentado no Cartoon Network e mais tarde no Boomerang. No Brasil, o desenho foi apresentado pela Rede Globo nos anos 80, dentro do programa Balão Mágico. Foi reprisado pela CNT nos anos 90, por volta de 2000 no Boomerang e pelo SBT em 2007 (From Wikipedia. Tradução/adaptação livre: Vitor Pinheiro).

Publicado em Desenhos
Sábado, 16 Março 2013 21:00

Brucutu - 1971

Quem se lembra do termo Brucutu ("Alley Oop") muito utilizado nos anos 70 para designar uma pessoa grosseira e ríspida? Pois é, o termo fez tanto sucesso na época que virou o nome em português desse desenho sobre homens da caverna tentando viver civilizadamente, mas geralmente não conseguindo. Essa série foi transmitida pela Rede Globo nos anos 70 até a primeira metade dos anos 80, com produção da Filmation em 1971. Os personagens principais da trama eram Brucutu, Ulla sua esposa, Gus o rei do reino de Mu e Dizzy o dinossauro covarde do Brucutu.

História: o desenhista V. T. Hamlin criou a personagem após ter trabalhado numa campanha publicitária para uma companhia de petróleo  texana, ocasião em que teve conhecimento sobre fósseis  e a vida primitiva da humanidade. O nome original foi baseado no grito de incentivo dado por ginastas e trapezistas em francês, 'allez oup', que pode ser traduzido livremente como "Vamos lá".



As tiras de Brucutu foram publicadas por seu criador desde 1932, por cerca de 40 anos, nos jornais norte-americanos. Inicialmente, elas eram diárias, editadas de 5 de dezembro de 1932 a 3 de janeiro de 1933, quando a editora fechou. Mas neste mesmo ano, a 7 de agosto, voltou a ser distribuída para vários jornais pela NEA (Newspaper Enterprise Association). Alley Oop (Brucutu), era ainda o título das tiras.
A partir de 9 de setembro de 1934 as tiras passaram a ocupar toda uma página das edições dominicais dos jornais que a distribuíam. Durante a II Guerra Mundial este espaço foi reduzido, por conta da economia de papel, para um terço da página.
Em 1971, quando Hamlin aposentou-se, seu assistente Dave Graue assumiu a publicação. Sua última história apareceu a 1 de abril de 1973, um domingo. De seu estúdio na Carolina do Norte Graue continuou produzindo a tira, até sua própria aposentadoria, em agosto de 2001. Ele morreu pouco depois, em 10 de dezembro deste ano, num acidente em que seu carro chocou-se contra um caminhão. As tiras de Brucutu, entretanto, sobreviveram a seus autores, sendo ainda publicadas por Carole Bender (roteiro) e Jack Bender (ilustrador).
Brucutu foi homenageado por um selo postal norte-americano com valor de 32 cents.
Enredo e personagens: Brucutu é um forte habitante do reino pré-histórico de Mu (no original, Moo) e vivia com seu dinossauro de estimação, Dinny. Carregava sempre um martelo de pedra e vestia apenas um calção de pele, preferindo lutar contra os ferozes dinossauros da selva do que conviver com seus compatriotas na capital de Mu.
Apesar do ambiente pré-histórico, o alvo das tiras era a sátira da vida suburbana estadunidense. As primeiras histórias eram centradas nas aventuras de Brucutu e seu amigo troglodita, Foozy,  e a namorada Ulla (Ooola, no original), o Rei de Mu Gus (no original Guzzle) e a Rainha Umpateedle , além de cidadãos diversos. Brucutu e seus camaradas viviam tendo eventuais escaramuças com os habitantes do reino rival de Lem, governado pelo Rei Tunk (os nomes Mu e Lem são possivelmente referências aos lendários continentes de Mu e Lemúria).
Para incrementar o enredo, Hamlin introduziu na história em 5 de abril de 1939 um dispositivo até então incomum - uma máquina do tempo inventada no século XX pelo cientista dr. Elbert Wonmug (que seria, então, uma paródia com o nome de Albert Einstein, numa versão americana do sobrenome: Ein Stein, para One mug). Vindo para o século XX, Brucutu tornou-se um piloto de testes para o Dr. Wonmug, embarcando por viagens através de vários períodos da História como o Antigo Egipto, a Inglaterra Arturiana ou o Velho Oeste. Brucutu acompanhou Cleópatra, Rei Artur e Ulisses em suas aventuras e até chegou a viajar para a lua. Nos desenhos mais recentes foram acrescentados um assistente que por vezes agia como herói e noutras como vilão, chamado G. Oscar Boom; depois, uma nova assistente apareceu: Ava.
Música: nos anos 60, o personagem de Hamlin foi tema da canção Alley Oop, sucesso do conjunto "The Hollywood Argyles", com letra e música de Dallas Frazier. No Brasil, a versão de 1965, cantada por Roberto Carlos, popularizou de tal forma o termo que Brucutu passou a ser sinônimo de homem primitivo, sem modos, bruto. From Wikipedia/Mofolândia. Tradução/adaptação livre: Vitor Pinheiro.

Publicado em Desenhos

Butch Cassidy and the Sundance Kids é um desenho animado produzido pela Hanna-Barbera em 1973 para a rede NBC americana, com um total de 13 episódios. Semelhante às séries "Scooby-Doo, Onde Está Você!" e "Josie e as Gatinhas", o desenho mostrava as aventuras de um grupo formado por adolescentes que integravam uma banda de rock. O líder desta banda era Cassidy que, ao mesmo tempo em que entretia seus fãs, trabalhava com os demais integrantes (Merilee, Stephanie, Wally e o cão Elvis) resolvendo mistérios e prendendo criminosos. A banda era aconselhada em seu trabalho de investigação por um supercomputador chamado Sr. Sócrates que, curiosamente, era altamente alérgico ao pelo de Elvis, espirrando violentamente quando ele acidentalmente acabava entrando na sala onde estava instalado.





Cassidy (designado como "Sundance 1") tinha um comunicador especial para manter escondido seu contato com o Sr. Sócrates à distância (ele lembra bem o vocalista da série Família Dó Re Mi, o ator David Cassidy). Os instrumentos que cada um tocava na banda: Butch no vocal e violão, Merilee no pandeiro, Stephanie na guitarra/baixo e Wally como baterista.
O título do desenho é o mesmo de um filme de 1969, "Butch Cassidy and the Sundance Kid", que tinha como estrelas Paul Newman, Robert Redford e Katharine Ross. Micky Dolenz, o ex-baterista e cantor do grupo The Monkees (foto), era quem fazia a voz de Wally, baterista do "Sundance Kids".
Os personagens de Butch Cassidy and the Sundance Kids apareceram diversas vezes em uma série animada mais recente: "Adult Swim Laboratório Submarino 2021" (From Wikipedia. Tradução/adaptação livre: Vitor Pinheiro).

Publicado em Desenhos
Quinta, 13 Junho 2013 21:00

Capitão Caverna e as Panterinhas - 1977

Capitão Caverna (Captain Caveman and the Teen Angels) foi um desenho animado criado por Joe Ruby e Ken Spears, produzido pelos estúdios Hanna-Barbera, que foi ao ar na rede ABC americana de 10 de setembro de 1977 a 21 de junho de 1980. O desenho foi originalmente transmitido como um integrante de outros dois: Ho-ho-límpicos ("Scooby's All-Star Laff-A-Lympics") (1977-78) e Scooby's All-Stars (1978-79). Os poderes do Capitão Caverna incluiam sua super-força, uma variedade de objetos úteis escondidos sob sua vestimenta de peles de animais e uma clava que lhe permitia voar (da qual apareciam diferentes ferramentas que ele usava para combater o crime).
Sua marca registrada era o seu grito de guerra "Capitão CAAAAAAAVERRAAAAAAAAA !!!!", que em inglês foi fornecida por Mel Blanc.
Em Março de 1980, a série (visto como uma paródia do seriado As Panteras/"Charlie's Angels") ganhou o seu próprio show com 16 novos episódios combinados com repetições de 1977-79.
Um total de 40 episódios de 10 minutos foram produzidos: 16 em 1977-78, 8 em 1978-79 e 16 em 1980 (From Wikipedia. Tradução/adaptação livre: Vitor Pinheiro).





Publicado em Desenhos
Sexta, 31 Janeiro 2014 22:00

Carangos e Motocas - 1974

Carangos e Motocas (Wheelie e os Chopper Bunch) foi um desenho animado produzido pela Hanna-Barbera que foi ao ar, originalmente, em uma única temporada na rede NBC de 7 de setembro de 1974 a 30 de agosto de 1975, sempre aos sábados pela manhã, em um total de 13 episódios. Dois outros personagens normalmente apareciam para colocar a Turma do Chapa nos eixos: o Capitão Tough, um pesadão carro de polícia, e Fishtail, uma motocicleta policial (não recordo os nomes na tradução...snif..snif..).





O desenho era focada em Wheelie, um fusca vermelho, e sua namorada "Rota" Ree (um trocadilho sobre "motor rotativo"). Wheelie fez sua vida como um profissional bem sucedido nas corridas e realizando acrobacias, e não falava (ao contrário dos outros personagens na série), mas conseguia expressar suas emoções fazendo aparecer símbolos como um coração e uma lâmpada eu seu vidro da frente, bem como buzinando. Seus principais rivais eram um grupo de 4 motos chamado Turma do Chapa (na figura, esq p/ direita: Confuso, Avesso, Chapa e Risada), que tinha uma moto bem pequenininha ("Confuso") que vivia repetinto para o chefe ("Chapa"), quando dava algo errado, a expressão: "“Eu te disse! Eu te disse! Eu te disse! Mas eu te disse!”, cuja resposta era invariavelmente "Eu sei, eu sei...Cale esta buzina!" (na nova dublagem o Chapa passou a se chamar Motocão). A série também foi tema de histórias em quadrinhos da Charlton Comics, publicadas de julho de 1975 a julho de 1976. As cinco iniciais foram algumas das primeiras obras publicadas de John Byrne (mais conhecido por sua fase na revista X-Men durante os anos 80) e de Joe Staton (outro cartunista renomado). From Wikipedia. Tradução/adaptação livre: Vitor Pinheiro.

Publicado em Desenhos
Quarta, 03 Julho 2013 21:00

Careta e Mutreta - 1977

Careta e Mutreta (Blast Off Buzzard) é um desenho animado produzido pela Hanna-Barbera em 1977, que teve um total de 13 episódios e que fazia parte do show da Ursuat. Careta é um abutre que persegue o Mutreta, uma cobra, e a ação onde se desenrola esta aventura é o árido deserto americano. Mutreta sempre se dá bem no final, escapando do Careta, história muito semelhante ao do Papa-Léguas da Warner Bros que fugia do implacável, mas sempre perdedor, Coiote.

Publicado em Desenhos
Sábado, 04 Janeiro 2014 22:00

O Pirata do Espaço - 1976

O Pirata do Espaço (Groizer X) é um anime de 1976 produzido por Go Nagai, dentro do estilo mecha (*veja o significado mais abaixo), que teve um total de 36 episódios produzidos. Sua história começa quando a ilha Akane é surpreendida pela queda de um objeto voador não identificado. O professor Tobishima, chefe da base aérea da ilha, e Joe Kaizaka, piloto de acrobacias aéreas, vão ao local para investigar e encontram no local da queda uma nave com uma jovem moça muito ferida.

Socorrida por eles, a jovem, depois de tratada, conta sua história: ela é natural da estrela Gailar. Estavam em pesquisa pelo espaço quando, por defeito, a nave teve que parar na Terra. Ficaram sob o mar em estado de sono induzido, esperando socorro de Gailar. Só que testes nucleares da Terra fizeram com que alguns despertassem. O comandante da segurança, o malévolo Geldon, mata o soberano de Gailar e se auto proclama imperador, desperta os demais e diz querer estabelecer seu império na Terra.

Publicado em Desenhos
Sexta, 31 Março 2017 22:00

Patrulha Estelar - 1974

Amigos do Blog do Fantomas, tem uma sinopse muito legal sobre este desenho no Blog "Enquanto Isso na Ponte de Comando"...vale a pena dar uma visitada (é só clicar nos links abaixo):

Patrulha Estelar (parte 1)
Patrulha Estelar (parte 2)
Patrulha Estelar (parte 3)

Patrulha Estelar (Star Blazers) é o nome do desenho animado japonês produzido a partir de 1974 por Yoshinobu Nishizaki e Leiji Matsumoto. Ele conta as aventuras da tripulação do encouraçado espacial Yamato (traduzido aqui como Argo), adaptado para viagens galácticas no ano de 2199, a partir do encouraçado japonês de mesmo nome afundado na segunda guerra mundial. Até então, seus destroços estavam encalhados no fundo do oceano, foi quando ocorreu uma adaptação para que ele se tornasse última esperança da Terra na resistência contra os ataques do planeta Gamilon.

Publicado em Desenhos