Menu

S.W.A.T. - 1975 Destaque

S.W.A.T. é o nome de uma série televisiva americana que foi ao ar em 1975, mostrando o trabalho de uma equipe que operava na Califórnia (S.W.A.T.: Special Weapons And Tactics). Ela mostrava Steve Forrest como líder da unidade, 'Hondo' Harrelson, e Rod Perry, "Deke", como segundo em comando. A música tema se tornou um hit de sucesso nos anos 70. Em 2003, foi feito um filme com o mesmo nome dirigido por Clark Johnson, que tinha como estrelas Samuel L. Jackson, Colin Farrell, LL Cool JMichelle Rodriguez.

Nos Estados Unidos, SWAT é o nome dada a uma unidade de polícia altamente especializada nos departamentos das grandes cidades. Entretanto, SWAT na verdade é um conceito baseado na premissa de um grupo seleto, altamente treinado e bem disciplinado, formado por policiais voluntários, especialmente equipados e treinados para poderem reduzir o risco associado a uma situação de emergência. Isto pode incluir ataques coordenados a alvos específicos, tais como: criminosos fortemente armados em locais abrigados, mandados de prisão de alto risco e operações com reféns localizados e desativação de artefatos explosivos, além de atividades como escolta VIP e combate ao "inimigo interno" (terroristas infiltrados em solo americano). Os policiais da SWAT são equipados com um armamento diferenciado dos patrulheiros, incluindo submetralhadoras, carabinas, gás lacrimogêneo e granadas de mão, além de rifles para franco-atiradores.

A Primeira Unidade da SWAT

A primeira unidade SWAT foi criada após três incidentes ocorridos na década de 60 na cidade de Los Angeles ("Watts Riots", "Surrey Street Shootings e "Charles Withman incident"), quando alguns oficiais da Polícia de Los Angeles acharam por bem criar uma equipe especializada no atendimento de situações não convencionais. Foi então que, em 1967, um jovem policial chamado John Nelson apresentou um ousado projeto ao inspetor Daryl F. Gates (o qual, anos mais tarde, seria o chefe de Polícia de Los Angeles). Tal idéia consistia na criação de uma equipe diferenciada, composta por policiais que possuíssem treinamento militar e com experiência em campo. Esse grupo, inicialmente formado por quinze equipes de quatro homens, funcionaria em sistema de sobreaviso e a eles seriam dadas armas específicas, não usadas pelos patrulheiros comuns. Foi então que, em cima dessa idéia, surgiu, no final da década de 60, a famosa SWAT, listada como o "Pelotão D" do L.A.P.D.

Principais Operações da SWAT de Los Angeles

Em 1969, confrontaram-se com o grupo Black Panthers (Panteras Negras) naquela cidade. Em 1974, enfrentaram o chamado Exército Simbionês de Libertação (sigla em inglês, SLA).

A década de noventa também revelou alguns episódios que marcaram a ação dos homens da SWAT, dentre os quais um em especial, ocorrido numa sexta-feira, dia 28 de fevereiro de 1997. Nesta data, dois perigosos marginais – Larry Eugene Phillips e Emil Dechebal Matasareanu –, armados com fuzis de assalto AK-47, Bushmaster .223 e H&K .308, além de pistolas semi-automáticas Beretta cal. 9mm, ingressaram no Bank of America, localizado no número 6.000 da Laurel Canyon Boulevard (LA, North Hollywood), com o propósito de roubá-lo. Tais marginais, há cerca de dois anos, já eram procurados pelo esquadrão de detetives da RHD (Robbery and Homicide Division) do LAPD, haja vista que, num roubo por eles praticado em Chatsworth, os mesmos haviam assassinado um guarda de segurança com tiros disparados por um fuzil AK-47. Ao entrarem no Bank of America, os bandidos foram vistos por um carro de patrulha que por ali passava. Os policiais, ao escutarem sons de tiros vindos do interior do banco, pediram apoio pelo rádio, não sem antes providenciarem o cerco do local. Quando os assaltantes saíram do banco, perceberam a movimentação de alguns patrulheiros e, em virtude disso, passaram a atirar imoderadamente contra os mesmos. O problema era que os policiais portavam apenas armas curtas (pistolas cal. 9mm) e algumas espingardas calibre 12, contra os poderosos fuzis ostentados pelos ladrões.

Esse grave episódio, ao todo, durou cerca de quarenta e quatro minutos, sendo que doze policiais e oito pessoas ficaram feridas. Foram mais de mil e quinhentos tiros disparados, de ambas as partes. Como resultado desse tiroteio, os patrulheiros de Los Angeles passaram a ter acesso direto a fuzis M-16 quando em serviço, a fim de que, numa eventual situação similar, não fiquem em situação de inferioridade. From Wikipedia. Tradução/adaptação livre: Vitor Pinheiro.

voltar ao topo