Menu

Seinfeld - 1989 Destaque

Seinfeld foi uma das mais populares e premiadas sitcoms dos Estados Unidos, se tornando um verdadeiro fenômeno na década de 90. Exibida originalmente de 5 de Julho de 1989 até 14 de Maio de 1998, a série retrata a narcisista e irônica cultura da década. Em 2002, o TV Guide lançou uma lista dos 50 melhores programas de televisão de todos os tempos, e Seinfeld estava em primeiro lugar. O programa foi criado por Larry David e Jerry Seinfeld. Estrela Jerry Seinfeld interpretando a si mesmo morando num apartamento em Manhattan, Nova Iorque. Há um eclético leque de personagens, que inclui Cosmo Kramer (Michael Richards), George Costanza (Jason Alexander) e Elaine Benes (Julia Louis-Dreyfus). É produzido pela Castle-Rock Entertainment e distribuída pela Columbia Pictures (hoje, Sony Pictures).

O programa é conhecido como "o programa sobre nada". A maioria da comédia é baseada em fatos corriqueiros do dia-a-dia com pontos de vista um tanto excêntricos ou irrelevantes a serem adotados. A premissa é mostrar de onde o humorista Jerry Seinfeld retira o material para suas apresentações. Os personagens são retratados como narcisistas e amorais, apesar disso o programa conseguiu se consagrar como comédia. Sentimentalidade era sempre deixada de lado por Larry David e Jerry Seinfeld, que diziam que a série "não teria hora do abraço, hora de aprender." Isso deu ao programa um tom cínico e frio, porém apreciável. Temas como pessoas com comportamento ilógico, neuras ou obsessões, além de relacionamentos amorosos, eram sempre abordados pela equipe de roteiristas. Os criadores sempre quiseram mostrar as atividades de pessoas reais, ao invés de igualar-se a outros personagens de outras séries.

Algo recorrente nos episódios era uma ou mais apresentações do humorista Jerry Seinfeld, sempre tratando de um assunto relacionado ao episódio. Isso o distanciava do programa em si, mostrando o Jerry humorista, e não o Jerry personagem. Em alguns episódios, porém, estes dois se uniam, já que o Jerry personagem também trabalhava como humorista.
Outra coisa que mostrou o lado pós-moderno da série foi o fato de se auto-abordar. Na quarta temporada, Jerry e George escrevem um piloto e o entregam à NBC, na esperança que fosse escolhido. O nome do programa é Jerry, e tinha a mesma premissa do próprio programa: um programa sobre "nada."
Algo que também tornava Seinfeld excepcional era o fato de as histórias de cada personagem começarem independentes mas, ao final do episódio, se juntarem de alguma forma — para piorá-las ou melhorá-las. Uma famosa marca do programa é a entrada com um baixo em slap e uma percursão feita com o barulho da boca. Toda deixa acaba e começa por estes instrumentos. Esse fato é bastante apreciado em sátiras e homenagens principalmente para dizer aos espectadores que se trata de Seinfeld.
O programa começou como As Crônicas de Seinfeld (The Seinfeld Chronicles), numa quinta-feira, 31 de Maio de 1990 na NBC. Seinfeld não foi imediatamente um sucesso, porém. Depois da exibição do piloto, a NBC resolveu não escolhê-la e ofereceu-a à FOX, que também a recusou. Foi graças a Rick Ludwin, chefe dos eventos noturnos da NBC, que a série continuou por mais quatro episódios. Depois de nove anos no ar, e 180 episódios gravados e exibidos, o último episódio foi ao ar em 14 de Maio de 1998. Foi assistido por uma quantidade absurda de pessoas, estimada em 76 milhões de telespectadores. Jerry Seinfeld está no Livro dos Recordes por recusar o cachê de 5 milhões de dólares por episódio para fazer uma décima temporada (From Wikipedia. Tradução/adaptação livre: Vitor Pinheiro).

Mais nesta categoria: « Saturnino - 1967 Sérpico - 1976 »
voltar ao topo