Menu

Kung Fu - 1972 Destaque

Kung Fu é uma série de televisão estrelada por David Carradine, falecido em 2009, apresentada no período de 1972-1975. No filme piloto da série, é mostrado o aprendizado do monge Shaolin Kwai Chang Caine. Quando um de seus mestres favoritos (Mestre Po, um ancião cego e que apelidou Caine de gafanhoto) é assassinado, ele se vinga e mata o assassino, sobrinho do Imperador chinês, fugindo depois para América do velho oeste. Sua cabeça, então, é posta à prêmio, o que o obriga a estar sempre fugindo de cidade em cidade, como o típico justiceiro solitário (na cena de luta do vídeo ocorrida no episódio piloto, ele se encontra com outro monge Shaolin enviado pelo Imperador para matá-lo).

 

Caine não usa armas de fogo nem cavalo, e se defende apenas com o Kung Fu. Intercalada às histórias do presente, mostram-se flash backs que contam os aprendizados dados por Mestre Po e Mestre Kahn à Caine no templo Shaolin, sendo esta a maior novidade da série. O enredo de Kung Fu incita a não-violência, mostrando aos telespectadores o quão bela pode ser a vida se formos compreensivos, se dermos amor ao próximo ao invés de molestá-lo ou de invejá-lo, se pararmos de julgar as pessoas pelas aparências, se aceitarmos as diferenças e as pessoas da forma como elas são e agem.

Curiosidades

  • O filme "piloto", Kung Fu, estreou nos Estados Unidos no dia 22 de fevereiro de 1972, na rede ABC.
  • David Carradine não aceitou o papel de Kwai Chang Caine quando a ele foi oferecido inicialmente. Segundo o ator, à época não quis se envolver em algo que, eventualmente, tomaria tanto tempo quanto um seriado. Somente aceitou o papel após ter lido o roteiro.
  • A grande maioria das cenas de luta foram filmadas em câmera lenta. Esse processo, segundo os criadores da série, visava a “tirá-la” do básico (de fato, nos demais filmes de artes marciais – e mesmo nos Westerns - tudo acontecia muito rapidamente) e para deixar os telespectadores “mais atentos” aos detalhes (para alguns o uso da câmera lenta transparecia menos violência). Na versão de Carradine, entretanto, um dos grandes problemas enfrentados pelos produtores da série era justamente a existência de uma censura às cenas de luta, especialmente às que findassem em morte de personagens. Segundo o ator, lutas belíssimas e extensamente coreografadas eram sumariamente eliminadas dos episódios por causa de “cortes” ministrados pelo “FCC” (uma espécie de entidade responsável pela censura). De fato, o tal FCC permitia, na época, apenas 4 minutos de cenas de luta por episódio, ao passo que a ABC queria, pelo menos, duas grandes seqüências. Essa problemática foi resolvida de uma maneira simples: em cada episódio inseriram 2 lutas, conforme requisitado; uma bem pequena no início e outra maior no final.
  • A ilusão de "cegueira" de Mestre Po foi criada através da aplicação de lentes de contato opacas sobre os olhos do ator Keye Luke. Pequenos orifícios foram feitos nas lentes; contudo, o ator não enxergava praticamente nada quando as usava. O fato curioso: Keye Luke permanecia o dia todo com elas. Isso acontecia por serem trabalhosas a colocação e a remoção dessas lentes. O ator, por sua vez, se sentia mais incorporado ao personagem.
  • Em meados da primeira temporada, Caine passou a carregar consigo uma flauta feita de bambu. Ela foi criada por Michael Greene, um dos atores convidados (nomeado ao Emmy devido às atuações na série) e amigo pessoal de Carradine. A idéia de se incorporar uma flauta aos pertences de Caine veio do próprio Carradine. Entendia que um mestre Shaolin devia dominar uma das formas da arte; nesse caso, a música. Houve, além da primeira, 3 outras flautas de tamanhos diferentes no decorrer da série. Caine tocou a tal flauta pela primeira vez no episódio de número 25 ("The Hoots").
  • O personagem Caine, quando aparece no velho Oeste, traz alguns elementos do pistoleiro Harmônica ou Gaita, personagem de Sergio Leone em Era uma vez a América, interpretado por Charles Bronson. No filme de Leone, Bronson (sem bigode) está sempre com os olhos semi-cerrados e sorrindo para seus adversários, parecendo um típico sino-americano (um dos filmes de Bronson na década de 70 chamava-se justamente Chino), além de contar com a inseparável gaita que esta sempre à mão. Já Caine, que é de fato sino-americano, gosta de tocar sua flauta antes de derrubar seus oponentes.
  • Em Kung Fu trabalharam atores "novatos" à época, tais como: Harrison Ford, Robert Duvall, Don Johnson, Gary Busey e até mesmo Jodie Foster (ainda criança).
  • John Carradine (o pai), Keith Carradine, Bruce Carradine e Robert Carradine (irmãos) atuaram ao lado de David em alguns episódios.
  • No início da série, Carradine teve seu cabelo totalmente raspado. No decorrer da mesma, o cabelo do ator cresceu paulatinamente. Ao término, ele o cortou mais uma vez.
  • Radames Pera, ator mirim que interpretou o jovem Caine, era freqüentemente provocado pelos colegas do colégio pois esses viviam querendo brigar com o garoto. Até o apelidaram de "Eightball" (algo como o "pouca telha" do Português) por causa do cabelo raspado.
  • Muitas das cenas filmadas no interior do Templo Shaolin foram captadas à luz de velas pois a iluminação do lugar era feita desse modo, originalmente. Além do fato dos atores terem passado mal nessas cenas - tamanho era o calor produzido - a ABC nunca comprara antes tamanha quantidade de velas para uma série de TV.
  • O primeiro consultor de artes marciais da série foi David Chow. Chow não era totalmente formado na arte do kung fu, pois não concluíra seus estudos. Apesar disso, afirma Carradine, o amor daquele homem pela cultura Chinesa e pelas artes marciais era imenso e empolgante. Sábio, incitou Carradine ao real aprendizado daquela arte. Após a saída de David Chow da série, um mestre Shaolin “real” assumiu o papel dele: Kam Yuen, um especialista no estilo “Praying Mantis” (Louva-Deus). A partir da entrada de Kam, as cenas de luta tornaram-se mais reais; havia kung fu “de verdade” nos combates."
  • No início da 3ª Temporada da série, David Carradine principiou “oficialmente” o estudo do Kung Fu. Kam Yuen o guiou.
  • Em 1986 e 1987, foram filmadas duas sequências da série Kung Fu, com a participação de Brandon Lee, filho de Bruce Lee.
  • Duas décadas depois do fim da série original, foi lançada Kung Fu: The Legend Continues, que conta as aventuras de um descendente de Kwai Chang Caine. David Carradine também a protagoniza, ao lado de Chris Potter que interpreta o filho de Caine. Foi exibida originalmente entre 1993-1997, com quatro temporadas (From Wikipedia. Tradução/adaptação livre: Vitor Pinheiro).
voltar ao topo