Menu

O Barão - 1965 Destaque

O Barão ("The Baron") é uma série televisiva britânica feita em 1965/66, baseada no livro de John Creasey e produzida pela ITC Entertainment. Foi o primeiro show da ITC sem o uso de marionettes e totalmente à cores (ela produziu as séries Stingray e Thunderbirds, bem como o clássico em P&B As Aventuras de Sir Lancelot, de 1956, que teve alguns episódios colorizados). A estrela principal era o americano Steve Forrest no papel de John Mannering, um comerciante de antiguidades trabalhando como um agente informal para o chefe da inteligência britânica.

Tal como em outros títulos da ITC, O Barão partilhava uma parte de sua criação com outras produções da época (Danger Man, O Santo, etc), que incluíam a presença de atores como Peter Wyngarde e Bernard Lee e dos diretores Roy Ward Baker e Robert Asher. O personagem Mannering tinha um estilo de vida glamoroso, como viagens aéreas para locais exóticos, embora a filmagem nunca tenha deixado o Reino Unido (na verdade ela foi filmada principalmente em torno dos Estúdios Elstree, em Borehamwood, Hertfordshire). Repetindo a tendência de outras séries da ITC, que tinha o mercado americano como vital em seus empreendimentos, em vários episódios foram feitas adaptações na linguagem para assegurar sua melhor familiarização nos E.U.A (por exemplo, 'petrol', gasolina, tornou-se 'gas', e 'whisky' era falado como 'scotch'). Infelizmente, apesar de um início promissor e de ter sido bem recebida no Reino Unido, a série não teve uma continuação e terminou com a produção de 30 episódios (From Wikipedia. Tradução/adaptação livre: Vitor Pinheiro).

voltar ao topo